Todas as coisas que estão no lugar onde você se encontra neste momento foram vendidas por alguém. Tudo o que você está vestindo e usando foi vendido por alguma pessoa. Mesmo que a camisa que você está usando foi feita em casa, o tecido e a linha para fazê-la foram vendidos por alguém. Nas empresas nada acontece sem as vendas. Nelas o motor é o departamento de vendas, os outros departamentos são vagões. Nas nações, à medida que os governantes buscam o desenvolvimento e o bem estar dos seus povos, cresce a importância do papel dos vendedores que fazem movimentar a economia.

As trocas foram necessárias à sobrevivência humana, razão porque a profissão de vendas é uma das mais antigas profissões da história da humanidade. Nos dias de hoje, vivemos num grande mercado onde todo mundo está sempre vendendo ou comprando algum produto ou serviço. O profissionalismo em vendas não mudou tanto no decorrer dos séculos. O que mudou foi a quantidade de recursos hoje disponíveis para esta atividade. São muitos os homens de sucesso, do passado e até alguns de hoje, que começaram suas vidas como mercadores.

Com exceção dos recursos tecnológicos, nota-se que nossos antepassados profissionais de vendas conseguiam seu sucesso por meio dos mesmos valores que hoje são considerados indispensáveis para qualquer vendedor. Vejamos:

- Atenção voltada para o cliente, e não só para o faturamento e/ou para as suas comissões
- Profundo conhecimento dos desejos e hábitos dos clientes
- Conhecimento dos produtos e serviços
- Gestão e controle de suas vendas
- Respeito e credibilidade junto aos seus clientes.

Conquistar, manter e encantar o cliente, é o início, o meio e o fim das ações das empresas modernas. A todo o momento topamos com oportunidades de bons negócios, mas o empreendedor não pode ficar de braços cruzados esperando pela sorte. Para vender hoje, é necessário muito profissionalismo e competência, que podem ser conseguidos com constante busca de informações, conhecimento e utilização de métodos e técnicas de vendas e negociações de comprovada eficiência. E acima de tudo, devemos nos orgulhar desta profissão e atuar de maneira estratégica.

A capacitação vai além da simples participação em cursos e palestras promovidos pelas entidades de classe, mas sim, requer continuidade. Dentro da própria empresa, é possível aprender estudando os produtos que se vende, por meio de manuais, folhetos, ou mesmo perguntando a colegas mais antigos e a superiores imediatos.

Estudar os clientes e suas necessidades depende, em boa parte, de nossa atitude. Por exemplo, saber quais são as características mais freqüentes nas pessoas que atendemos e quais são as suas expectativas.

Estudar o mercado significa procurar informar-se sobre o ramo de atuação. Hoje em dia praticamente todos os ramos têm revistas, publicações ou matérias divulgadas em algum jornal.

Conquistar novos e repor clientes perdidos é uma tarefa diária. Saber vender não é mais suficiente. Prospectar novos mercado e fidelizar clientes é uma habilidade que precisamos desenvolver e fazer com regularidade.

Texto de Soeli de Oliveira, consultora e palestrante das áreas de marketing, varejo, atendimento e motivação do Instituto Tecnológico de Negócios, e-mail: soeli@sinos.net – Novo Hamburgo – RS.

Image: luigi diamanti / FreeDigitalPhotos.net